Tradição

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


O proprietário da Fazenda Ygarapés, José Transfiguração Figueirêdo, hoje com  84 anos, conta a origem do seu encantamento com a raça guzerá. Segundo ele, seu início tem raízes familiares, quando o seu pai, fazendeiro do vale do Jequitinhonha, permitiu que uma comitiva pernoitasse no curral da sua propriedade. Na mesma noite, uma vaca teria parido um bezerro e ele então a adquiriu. O bezerro recebeu o nome de zuleguinho. Mais tarde, todos os reprodutores da fazenda e as melhores vacas de leite passaram a ser filho do Zuleguinho e o animal  tornou-se referência de qualidade na região.

 Anos depois, formado em Direito pela UFMG, José Transfiguração Figueirêdo casou-se com a professora Terezinha Diniz Figueirêdo, natural de Curvelo. Em uma das visitas a casa do sogro, conheceu a fazenda de um antigo criador de guzerá, Dr. Aloisio Penna, e ao avistar o gado da raça guzerá associou em sua cabeça os vários zuleguinhos da fazenda do seu pai. Assim, em 1958, durante essa mesma visita, adquiriu os primeiros animais da raça guzerá.

De 1958 a 1973, criava-se na Fazenda Ygarapés basicamente o gado guzerá e cruzamentos da raça. Em 1973, novas perspectivas sugiram na fazenda. Por influência de um veterinário contratado por José Figueirêdo, a fazenda começou a produzir guzolando. Como o mercado do guzerá era ainda muito fechado, tal decisão impulsionou  a propriedade, que aumentou a produção de leite, alcançando a marca dos 1000kg de leite por dia e a reboque do comércio de vacas guzolandas, abriu-se o mercado para touros guzerá leiteiros. Essa fase  constitui-se um marco para o proprietário, que viu então a aceitação e grande valorização da produção de fêmeas guzolando,  ¾ guzerá e os touros guzerá leiteiros.

Em 1983, o filho mais velho do Sr. José, Fernando José Diniz Figueirêdo, forma-se em veterinária e passa a dar assistência à fazenda. Vendo que a criação de guzerá estava deficiente, o rebanho não se expandia, por ser muito utilizado em cruzamentos, e ainda constatando que a compra de vacas guzerá ficava cada vez mais difícil, parou com a produção de guzolandos e passou a implementar o plantel de guzerá.

Em 1987, outro filho decide fazer parte da administração da fazenda. Mica, como é conhecido, volta do Congo, onde trabalhava e assume a administração, mas o leite do guzerá JF começa a fazer história em 1991, com a vaca Madona JF, que ganha o primeiro torneio leiteiro em Governador Valadares.

A partir de 1992, passou-se a fazer o controle leiteiro oficial(ABCZ), o que foi imprescindível para a obtenção de grandes avanços na fazenda, já que tal controle permitiu a identificação das melhores vacas guzerá leiteiras da fazenda e ainda, avaliar os potencial das famílias.

A partir de 1992, os investimentos em biotecnologia tornaram-se mais intensos, favorecendo o avanço genético do plantel, que também participa de programas de melhoramento genético, como o teste de progênie e o Moet.

O emprego das biotecnologias, a participação em programas de melhoramento genético, aliados ao controle leiteiro oficial possibilitaram a identificação de famílias mais consistentes para produção de leite, como a RegataJF, mãe de três recordistas: EstrelaJF, Calçada JF e NiagraJF.

A Fazenda Ygarapés faz parte da história do guzerá no Brasil, e sem falsa modéstia, é uma das propriedades protagonistas do guzerá leiteiro no mundo.

Em 2003, a maior lactação que existia na raça era 6.700KG, em 365 dias. Com Nuvem JF, a Ygarapés bate o seu primeiro recorde com a produção de 8.363kg em 365 dias. A Bonança TE JF, em 2006, quebra o recorde da Nuvem JF, alcançando a marca de 9.071kg(365 dias), em 2008, o plantel alcança a marca dos 10.000 litros de leite: Malta TE JF alcança a produção de 10.252Kg em 365 dias. Todas essas marcas são oficializadas pela ABCZ.

Em concursos leiteiros oficiais, o guzerá JF detém hoje também todos os recordes de produção: Em 2006, Estrela JF bateu o recorde mundial da categoria "Vaca Jovem", em Belo Horizonte, com a produção de 32,275kg/dia, em 2007, Bitola WG bate o recorde na categoria " Fêmea Jovem" com a produção de 25,580kg. Em 2010, Bárbara TE JF, durante a Expoagro em Governador Valadares, sagra-se como a grande recordista mundial de produção em Torneio Leiteiro Oficial, categoria "Vaca Adulta", produzindo média de 43,656KG/dia, como o pico de 46kg/dia.

Desta forma, todos os recordes de produção de leite da raça guzerá são hoje da fazenda Ygarapés, resultado do trabalho sério, criterioso e corajoso, que empreende esforços, muita dedicação e amor a essa grande raça. “ Ter hoje todos os recordes da raça guzerá importa muito para todos nós, sobretudo porque aumenta a nossa exigência com o trabalho e a responsabilidade de alcançar novas metas”.


Guzera JF - Guzerá Leiteiro

            Bem vindo ao nosso site! Aqui, você poderá navegar nesta história! 


 


 


 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------